terça-feira, 10 de julho de 2012

"RESSENTIDA DO CALOR!"

Quando murcha a flor,
por falta de água na terra
ressentida do calor...
florida com o sol na primavera,
sem motivos se destrói o amor,
se de água não precisa...
Sem razão se constrói a dor 
pela maldade protegida,
se desprezando as realidades,
desgostos e mágoas da vida.
São tantas as irregularidades, 
que na verdade se desacredita,
se fundiu na dor, suavemente,
alguém que quis amar e nunca amou,
do brasido torturadas árvores sente
da água que na terra faltou!...
(Eduardo Maria Nunes)
Simone Prado diz:
Dessa água que se sacia a sede,
que necessita tanto essa flor, pode também
 ser comparado ao descaso do amor.
Flor sem ser adornada, sem ter calor,
vai murchando despreparada como sede se
transforma em dor. Precisa ser amada,
para voltar a florir, pobre flor
desamparada que um dia deixou de sorrir
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Juliana Cruz diz
Tem dias me sinto uma rosa
em um lindo vaso solitário
Linda, jovial a tudo enfeitar
outros dias...
a cor e o vigor vão se esvaindo
e espero a morte chegar devagarinho...
http://wwwcolhendofloresentreespinhos.blogspot.pt/
Gracita diz:
Estou como essa flor ressequida que precisa
 de água para ser saciada e poder florescer.
Também preciso de carinho para não esmorecer.
Sou uma flor solitária em busca de amor...carinho
e perdão. Uma grande amizade se constrói
alicerçada no amor e na confiança.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/
Marilene diz:
Onde anda o gentil homem
Que alegrava o meu jardim?
As flores, enfraquecidas,
Clamam pelo jardineiro
Que as cuidava, por inteiro
Não descuidando do afeto
Razão de ser predileto
Naquele espaço.
http://umcanto-recantodaalma.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Também sinto falta do jardineiro.
Por onde andas que não passaste para me regar?
Essa Rosa Azul, muito necessita de teus cuidados
para a vida se alegrar...Oh querido jardineiro, arranjes
 tempo para essa flor aqui, pois assim, ficarei feliz!
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/

19 comentários:

  1. Dessa água que se sacia a sede, que necessita tanto essa flor, pode também ser comparado ao descaso do amor. Flor sem ser adornada, sem ter o calor, vai murchando despreparada como sede se transforma em dor. Precisa ser amada, para voltar a florir, pobre flor desamparada que um dia deixou de sorrir.

    ResponderEliminar
  2. Flores precisam de calor moderado e carinho bastante...Linda! abração, obrigado pela interação.Está lá! chica

    ResponderEliminar
  3. Meu querido amigo te agradeço por teu carinho a todos os teus seguidores

    LINDA POESIA , O AMOR ELE TEM QUE SER REGADO TODOS OS DIAS..CARINHO ATENÇÃO PALAVRAS DE TERNURA...ASSIM SENDO O AMOR CRIARÁ VENTOS SÓLIDOS.

    UM GRANDE BEIJO E BOA SEMANA

    ResponderEliminar
  4. Linda sua poesia!
    A flor realmente precisa de água,
    amor e carinho para florir... e embelezar nossa vida.
    Abraços! Uma tarde abençoada pra ti.

    ResponderEliminar
  5. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ..quando a flor murcha, sem nenhuma aproximação com água, e quando nós nunca amamos, há o encapsulamento em si mesmo. Tristes, pois dentro de tantas possibilidades, ambos não vivem...
    Obrigado pela visita!
    Boa quarta feira!
    Abraços

    ResponderEliminar
  6. Tem dias me sinto uma rosa em um lindo vaso solitario
    Linda, jovial a tudo enfeitar
    outros dias...
    a cor e o vigor vão se esvaindo
    e espero a morte chegar devagarinho...

    ResponderEliminar
  7. Oi amigo Eduardo
    Estou como essa flor ressequida que precisa de água para ser saciada e poder florescer. Também preciso de carinho para não esmorecer. Sou uma flor solitária em busca de amor... carinho e perdão. Uma grande amizade se constrói alicerçada no amor e na confiança. Adorei o poema. Identifiquei-me intensamente com cada verso.
    Grata por sua encantadora presença e por seu belíssimo comentário poético.
    Um beijinho com muito carinho
    Gracita

    ResponderEliminar
  8. Ai que lindo meu amigo poeta!

    Adoro seus versos encantadores interagindo tao lindamente!
    Parabens!


    Beijos!

    ResponderEliminar
  9. Onde anda o gentil homem
    Que alegrava o meu jardim?
    As flores, enfraquecidas,
    Clamam pelo jardineiro
    Que as cuidava, por inteiro,
    Não descuidando do afeto
    Razão de ser predileto
    Naquele espaço

    Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Estou impressionada: que beleza - toda a essência do blog e os textos em particular! EXCELENTE!!!
    BShell

    ResponderEliminar
  11. Tambem sinto falta do jardineiro. Por onde andas que não passastes para me regar? Essa Rosa Azul, muito necessita de teus cuidados para a vida se alegrar...Oh, querido jardineiro, arranjes tempo para essa flor aqui, pois assim, ficarei feliz!
    Abraços e sdds...

    ResponderEliminar
  12. prezado amigo desculpe se chego assim sem ser convidada tenho visto seus comentarios em muitos blogs aqui no brasil, e aprecio muito ler seus comentários fiquei curiosa em saber como seria o blog de alguem que escreve comentarios tão lindos
    estou encantada com seus poemas lindos profundos emocionantes parabens é um prazer enorme poder ler aqui conhecer este espaço lindo deixo um abraço meu carinho e respeito por sua poesia linda bjs marlene
    (aosolhosdaalma.blogspot.com)

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde! Vi você no blog da Leila, e vim conhecê-lo. Gostei bastante! Parabéns, seu espaço é belo!

    ResponderEliminar
  14. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ...vim agradecer sua visita e desejar boa sexta feira!Muita paz e inspiração!
    ah...a interação e integração das poesias, estão cada vez mais embelezando seu jardim...
    Abraços

    ResponderEliminar
  15. Boa Noite! estava no blog de minha madrinha e peguei seu endereço e cá estou..
    Lindas poesias...parabéns..Aceite meu award e minha amizade, ficarei feliz em recebe-lo em sonhos e carinhos... Ah poderia linkar vc? abraços carinhosos..

    ResponderEliminar
  16. Boa noite meu indiozinho querido!!!!!
    Todas as vezes que venho aqui meu coração transborda pelo sentimento que os amigos deixam expressos por aqui e vc sabe muito bem aproveitar cada palavra a ti dedicada.
    A poesia por si já nos diz da sua beleza .
    bjsssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  17. Que essa flor nunca murche!!

    Bom fim de semana Eduardo :)
    Beijo
    Sónia

    ResponderEliminar
  18. Me senti essa flor ultimamente a água não tem chego até mim.

    ResponderEliminar
  19. E, se faltou água, murchou.
    A natureza é quem sabe
    Desse florir que acabou;
    Assim faz muda e renasce
    Em outro vaso de encaixe.

    Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"