sexta-feira, 13 de julho de 2012

" A BORBOLETA...E A CARACOLETA!"

Estava uma borboleta
pousada numa flor,
a ser observada por uma caracoleta
estafada de tanto calor,
bastante ciumenta, com a borboleta
pensando, talvez, ser o seu amor,
este animal, tão, irrequieto
a correr é um primor,
nunca para quieto...
dizem que é petisco de grande valor,
cansada nas ervas adormeceu,
a borboleta, destruída, não avisou,
o bicho homem apareceu,
o animal, irrequieto, apanhou,
o mandou assar sem pena nem dor,
e a borboleta muito triste
pousada lá na flor ficou!
(Eduardo Maria Nunes)
Simone MartinS2 diz:
...Penso que a borboleta não teve culpa.
porque as vezes, para que o ciclo da vida
continue é necessário que os mais fracos
vivem alimento dos mais fortes, assim,
segue o destino com a presença
dos predadores, faz parte da vida
e a pobre borboleta pode ficar tranquila...
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Pobre borboleta ficou sem seu suposto amor,
homem malvado que o bichinho indefeso levou.
Bicho homem é mesmo assim, mata pra comer
e muitas vezes apenas pra seu deleite e prazer.
Pobre e indefeso bichinho matou, deixando
a borboleta no seu voo triste a ficar, Voa, voa
(borboleta) com sua beleza a encantar traz
mim seu encanto pra meu coração alegrar
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Lindalva diz:
A mágica metamorfose da vida...
Dizem que na natureza...nada se cria...
enganam-se...Olá meu poeta da ondas...
Amanhã será a abertura do 7º.
Pena de Ouro no meu Ostra da Poesia
 e gostaria de contar com tua presença...
http://ilha-da-lindalva.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz
"Até mesmo na natureza encontramos flor sem cor,
borboleta sem amor, pássaros sem canto,
só o lamento a se dispor! Quando tudo parece perfeito,
sempre se arruma um jeito de mudar as coisas de lugar,
e até na hora de amar, há de se deixar escapar o doce
sabor do amor que lindo parecia ser, completo e perfeito,
se mostra sem jeito, mais amor vai e volta e seja
como for, a borboleta sempre achará outro amor".
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

18 comentários:

  1. Bom dia...Penso que a borboleta não teve culpa, porque as vezes, para que o ciclo da vida continue é necessário que os mais fracos virem alimento dos mais fortes, assim, segue o destino com a presença dos predadores, faz parte da vida e a pobre borboleta pode ficar tranquila...Abraços

    ResponderEliminar
  2. Obrigada amigo pelo lindo poema e palavras de carinho
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Observar a natureza deve ser das actividades mais belas que podem existir...
    Borboletas, caracóis, árvores, formigas...tanta coisa à nossa espera.
    Um beijo e obrigado.
    Amei a poesia sobre a guerra como lhe chamei. Um mimo!

    ResponderEliminar
  4. Adoro chegar no seu canto e buscar um conforto ao meu coração
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pela visita em meu blog... ficarei honrada se trouxer contigo meu award...
    lindo final de semana pra vc... bjus

    ResponderEliminar
  6. Oi Eduardo
    Ler os seus poemas é deleite para a alma. Tão suave e encantador.
    Obrigada pela sua encantadora visita e pelo belíssimo poema que escreveste para mim. Um charme e uma delicadeza imensa.Obrigada querido amigo.
    Beijinhos com carinho
    Gracita

    ResponderEliminar
  7. Linda poesia!
    Nos faz refletir sobre o ciclo da vida. Tudo tem um tempo certo.
    Abraços! Tudo de bom pra ti.

    ResponderEliminar
  8. Meu carinho pra meu indiozinho querido e amado por todos...sabia que estava com saudades.E vim te visitar.Agora encontro um poema lindo e encantador,com o seu perfil...
    bjs de boa noite !!!!!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada meu querido, pelo recadinho sempre carinhoso no Solidão de Alma. Vim te dar bom dia e levar comigo essa borboleta triste...Beijos meu lindo

    ResponderEliminar
  10. Pobre borboleta ficou sem seu suposto amor, homem malvado que o bichinho indefeso levou. Bicho homem é mesmo assim, mata para comer e muitas vezes apenas pra seu deleite e prazer.Pobre e indefeso o bichinho matou, deixando a borboleta no seu voo triste a ficar. Voa, voa (braboleta) com sua beleza a encantar traz pra mim seu encanto pra meu coração alegrar.

    ResponderEliminar
  11. A mágica metamorfose da vida... Dizem que na natureza nada se cria... enganam-se... Olá meu poeta da ondas...Amanhã será a abertura do 7º Pena de Ouro no meu Ostra da Poesia e gostaria de contar com tua presença...beijos perfumados no coração.

    ResponderEliminar
  12. obrigado pela vista lá no blog e também desejo um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. A lei da sibrevivência pode ser dramática.
    Então, vais participar na Ostra da poesia? Quero saber de tudo e ler os teus poemas.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  14. "Até mesmo na natureza encontramos flor sem cor, borboleta sem amor, pássaros sem canto, só o lamento a se dispor!Quando tudo parece perfeito, sempre se arruma um jeito de mudar as coisas de lugar, e até na hora de amar, há de se deixar escapar o doce sabor do amor que lindo parecia ser, completo e perfeito, se mostra sem jeito, mais amor vai e volta e seja como for,a borboleta sempre achará outro amor."

    Beijos de boa noite meu querido!

    ResponderEliminar
  15. Bom dia amigo Eduardo! “Que a cada manhã ao abrir os olhos você sinta em seu coração a certeza que a vida lhe espera de braços abertos para receber suas esperanças e realizá-las.”
    Tenha um lindo dia!
    Beijinhos com ternura
    Gracita

    ResponderEliminar
  16. A beleza e a dor do ciclo da vida.
    Lindo poema como sempre.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  17. Porque os amores estão por aí
    estão nos sonhos
    estão perdidos a procura de si
    estampados no rosto de alguém.

    Leila Rodrigues

    ResponderEliminar
  18. Boa noite amigo!
    Passando para desejar um inicio de semana de muita paz.
    Beijos carinhosos...

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"