quinta-feira, 19 de setembro de 2013

"PRETÉRITO PERFEITO"

Sentado do cimo dum penedo!
Sem ter com quem falar
A conjugar o pretérito perfeito
No presente do verbo amar.

Tendo sido interrompido
pelo zumbido das asas dum besouro
A voar, fazendo tamanho alarido
Por não ter encontrado o tesouro.

  De repente um estalido
De nada assustador
Quebrado o silêncio
Era lá do sítio
O Prudêncio lavrador.

Era tanta a trabalheira
A lavrar a terra para semear o trigo
Na raiz de uma azinheira
Do arado partiu o bico.

No jardim uma flor
Uma rosa na roseira
A conjugar o verbo do amor
No presente para a vida inteira!
(Eduardo Maria Nunes)
Sônia Amorim diz:
Acordei hoje, com grande alegria,
pensei num amigo bem distante,
que só me traz versos e fantasias,
o meu mundinho cinza ele transformou
em cores com sua magia,
fez um sorriso nos meus lábios brotar,
por pura companhia...como é bom ser lembrada,
 com tanto carinho e poesia,
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

12 comentários:

  1. Ah! Edu, um pretérito mais que perfeito.
    O jeito como explana, com a riqueza dos detalhes e os desejos de uma vida plena...
    Gostei da vontade de plantar e saber que um dia irá colher algo, essa é a essência, não é mesmo?
    Bom dia!
    bjs
    Ritinha

    ResponderEliminar
  2. Lindo amigo Edú!
    Um verbo conjugado,mais do que Pretérito Perfeito!
    Amar sempre,tanto no Presente,como no Futuro.

    bjs amigo e um ótimo dia

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. La Conjugación eterna del Verbo Amor hecho Poesía en tu preciosa composición.
    Abrazos.

    ResponderEliminar
  4. Bela conjugação e bela poesia! abração,chica

    ResponderEliminar
  5. BRILHANTE. é a palavra certa para definir as quadras

    Deixo abraço
    ******************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Belo poema, amigo Eduardo.
    Um abraço daqui do sul do Brasil.

    ResponderEliminar
  7. Gostei das rimas, ficou muito legal amigo Edu!

    Beijos! Beijos! Beijos!
    De sua amiga Fernanda Oliveira

    ResponderEliminar
  8. Aqui sinto-me em casa, meu amigo!
    Este é o nosso Alentejo...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Acordei hoje, com grande alegria, pensei num amigo bem distante, que só me traz versos e fantasias, o meu mundinho cinza ele transformou em cores com sua magia, fez um sorriso nos meus lábios brotar, por pura companhia...como é bom ser lembrada, com tanto carinho e poesia, amigo Edu você acompanhou meus pensamentos em todo o meu dia, me ensinando a conjugar verbo de
    amor e a reaprender a amar!!!milhões de beijos!!!

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde, Eduardo. Ficou muito linda a poesia.
    A conjugação do verbo amar torna-se importantíssima como o ar, a beleza da natureza e em si cometendo grande proeza.
    Beijos na alma.
    Parabéns aos dois.
    Fiquem com Deus.

    ResponderEliminar
  11. lindo espaço com belas poesias cheias de expressões poéticas, parabéns...

    ResponderEliminar
  12. Meu amigo Edu

    Não gosto de fazer poesias porque não sei rimar, mas sai sem rima mesmo...kkk
    Linda sua poesia rimadinha.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"