sábado, 2 de novembro de 2013

"NÃO SE FOGE AO DESTINO"

O ninho da rola, com rolinhos não existia!
Foi uma história de esperança inventada
Por alguém, para eu ficar onde não queria
Com atenção as suas promessas escutava.

Naquele triste dia do mês de Agosto,
Ansiosamente, ouvia falsas palavras
Inocente, descalço, gaiato franzino
Tristeza disfarçada de alegria no rosto
Porque assim quisera que fosse o destino
Os meus olhos se encheram de lágrimas!

 Perdi quando era criança,
O melhor amor da minha vida
  Guardada tenho a lembrança
 Triste, inesperada, despedida.

Ser o que não pretende,
Parecer o que não quer ser
Escondida, do rosto ausente
 O que ainda existe já não ter.

O melhor que temos na vida,
Quando parte, deixa saudade
Contra a vontade ressentida
Para sempre na infinidade.

Da vida o mais sincero amor,
 De mãe afeto pura amizade
Outro não há que evite a dor
 Nem trás de volta a felicidade!
(Eduardo Maria Nunes)

20 comentários:

  1. Verdade, amigo Eduardo, amor de mãe é único.
    Um abraço. Tenhas um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Olá amigo Eduardo
    Esta saudade é tão dolorida que faz sangrar o coração. Uma saudade espinhada que fere o coração e faz escorrer dos olhos a saudade guardada a sete e chaves dentro do peito. Quanta tristeza e saudade neste lamento profundo e intenso. Me comovi com a intensidade dos teu versos meu amigo. Um dia de luz e muita paz.
    Beijos da amiga que lhe quer muito bem.
    Gracita

    ResponderEliminar
  3. Lindos e tão tristes, cheios de saudade os teus versos! abraços,chica

    ResponderEliminar
  4. Caro Eduardo

    Poema bem a propósito do dia de hoje. É comovente, uma história de vida, uma recordação sempre viva para todo o sempre.

    Por imperativo, tenho andado sumido. Procurarei , agora voltar a comentar mais.

    deixo um grande abraço

    ResponderEliminar
  5. Versos reflexivos!
    Apesar da tristeza sentida...
    nos traz uma doce saudade de lindos momentos vividos.
    Abraços amigo!

    ResponderEliminar
  6. Linda poesia meu amiguinho! Triste e saudosa!
    Vou trocar fraldas e muito meu querido rsrsrs
    Obrigada pela visita e pelo carinho!!!
    Beijinhos sempre...

    ResponderEliminar
  7. Meu amigo versos tão belos e tão cheios de saudade e tristeza. Quem muito amamos pode partir mas permanece eternamente no nosso coração.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  8. Emotivos versos que llegan al corazón.
    Te dejo un fuerte abrazo Eduardo, bella noche.

    ResponderEliminar
  9. Oi Edu
    Lindamente triste, abriu seu coração para falar de saudade e de dor.
    Meu amigo, nem tudo são flores!
    Vivemos de percalços e alguns momentos de felicidade aqui na Terra, portanto vamos aproveitar os momentos bons.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. A saudade a transbordar da alma...

    Excelente domingo, Eduardo.

    Beijinho

    Sónia

    ResponderEliminar
  11. Não posso me entretecer meu amigo, mas fico feliz de ler tuas letras brilhantes e falar para ti que muito te gosto e te admiro.

    Um beijo enorme..sempre querido.

    ResponderEliminar
  12. Belo demais,Edu.

    Apesar das saudades,creio que todos nos encontraremos de novo em outra dimensão.

    Somente o corpo se vai.A alma é imortal.

    Beijinhos e lindo domingo

    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderEliminar
  13. Edumanes,querido!

    Essa dor não se pode evitar,a perda de uma mãe é um triste lamentar,não há consolo no mundo, que possa nos melhorar,nem o tempo ,nem o vento apagam nosso sofrer, mas um abraço amigo,um afago sentido,nos faz espairecer...
    Sinta-se acarinhado
    amigo irmão
    veraportella

    ResponderEliminar
  14. Como decía el filósofo francés,Ernest Bersot:
    "Muchas maravillas hay en el universo; pero la obra maestra de la creación es el corazón materno".
    Saudade que se incrusta en nuestra Alma e irrumpe siempre en nuestro corazón.
    Intensos y Emotivos Versos...Una belleza.
    Abraços meu Amigo.
    ¡¡¡Gracias por estar y por ser!!!

    ResponderEliminar
  15. Voltei pra agradecer a linda interação!Está lá! abração,linda semana!chica

    ResponderEliminar
  16. São fatos para a poesia, parece fado e bem chorado pelo cantor. Agora, eu, de avião, somente com o Belchior segurando a minha mão. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  17. Boa noite meu indiozinho querido !
    Amor ,amor,amor,amor...nunca queremos perder...pois a saudades faz morada...
    bjs de boa noite !!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  18. Até as realidades da vida consgues transformar em poesia!

    Parabéns!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Querido amigo, todos nós já tivemos e ainda teremos, muitas perdas...Belo é o seu poema, Eduardo. Beijo grande!

    ResponderEliminar
  20. Que magnifica psotagem!

    Acho amor independente de onde venha, único e maravilhoso...

    Amor de mãe... tive por tão pouco tempo, mais foi tão intenso, que hoje depois de quase 30 anos ainda sinto sua influência.

    Amores de "Mães emprestadas"... tive de tantas e tão maravilhosas, que construiu a pavimentação de minha estrada.

    Amores de amigos... Tenho de tantas direções, profundos e sinceros e amigos que nunca vi, mais que estão enraizados profundamente em meu coração.

    Agradeço muito sua visita em meu cantinho do "natureza", mesmo sem saber o tamanho, sempre me ajuda e me alegra em meus dias, principalmente o mais sombrios...

    Uma linda e inspiradora semana querido amigo poeta.
    Bjs de jasmim.

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"