quarta-feira, 28 de março de 2012

"DIÁLOGO DO CRAVO E DA ROSA"

Eduardo Maria Nunes diz:
Agora estou virando jardineiro,
para de minhas flores cuidar,
porque elas estão primeiro,
não as posso abandonar.
Simone Prado diz:
Falo da flor mãe que você tem em seu lar.
Eduardo Maria Nunes diz:
Não se preocupa, eu lhe darei razão,
sem motivos para reclamar,
faz sofrer o coração,
e os olhos faz chorar.
A água necessária elas irão ter,
as minhas flores durante o verão,
 dela, muito, precisam para florescer,
e não  murcharem na precisa ocasião.
Simone prado diz:
Mas nó sabemos ser nas boas intenções,
é tipo uma missão,
os corações alegrar.
Eduardo Maria Nunes diz:
Rosas encantadas,
que desencantam corações,
são todas muito engraçadas
felizes vivem de emoções.
Simone Prado diz:
Mulheres rosas têm esses mistérios,
são tão carentes em seus desafetos,
procurando alguém para cuidar delas,
sem querer chegam de mansinho,
umas tímidas apenas pedindo carinho,
outras ousadas, tipo: fatais,
cada uma com seu jeitinho,
algumas bem legais.
Eduardo Maria Nunes diz:
Tu serás uma delas,
que nos dará muito carinho,
também serás das mais belas,
que primeiro chegou em meu cantinho.
Simone Prado diz:
Desse lugar eu não abro mão,
fui eu que cheguei em seu coração,
descobri coisas que nenhuma delas
antes havia visto não,
te dei atenção,
fui bem recebida,
não que me sinta entre elas,
a mais bonita,
mas tenho um lugar de honra disso eu sei,
mas cada uma tem seu valor,
não sou pretensiosa,
e nem me acho a melhor flor.
Eduardo Maria Nunes diz:
Se eu te disser que sim,
você não poderá dizer que não,
foi a primeira em habitar no meu jardim,
ainda rosa em botão.
Simone Prado diz:
Quando cheguei,
lá outra rosa encontrei,
aquela que desde o principio lá estava,
a rosa mãe,
aquela que está em sua casa,
rosa majestosa,
cheia de glamour
a ela todo o meu respeito,
a ela dou o melhor apreço,
e também o meu amor.
Eduardo Maria Nunes diz:
Sou cravo para mais velha flor,
para rosa ainda em botão, não
saber respeitar o amor,
e não fazer sofrer o coração,
para  uma  jovem flor,
cravo mais novo merecer,
dando-lhe mais calor,
para a rosa florescer.
Simone Prado diz:
Do cravo não estou a procurar,
já tenho o jasmim para me alegrar,
somente mora distante,
em um outro jardim,
preciso de uma (mão)
pra trazer ele pra mim.
Eduardo Maria Nunes diz:
Você tenta disfarçar,
mas é do cravo que precisa,
para o seu perfume cheirar,
e no rosto sentir sua brisa.
Simone Prado diz:
nossa, cheiro de cravo não aguentaria não,
faria enjoar, meu pobre coração,
cravo me lembra daqueles que partem,
e da partida ainda não quero pensar,
pois estou bem viva,
pra novamente amar.
Eduardo Maria Nunes diz:
Isso diz você agora,
porque melhor cheiro não há,
quando chegar a hora,
junta ao cravo, a rosa ficará.
Simone Prado diz:
O cravo fala bem seguro,
sabe o que diz,
sua experiência de vida,
não deixo de perceber,
a ti me curvo em respeito,
sabe melhor do que eu,
o que eu mereço,
não vou mais questionar,
se é do cravo que preciso,
você sabe o que falar,
desse diálogo continuo,
que merece não acabar,
parece você um menino,
somente pra me encantar,
JÁ VI QUE NÃO CONSEGUIMOS CESSAR
É UM DOM QUE PAIRA NO AR,
afinidade temos para dialogar,
agradeço a Deus por sua vida,
por me alegrar.
Eduardo Maria Nunes diz:
A rosa com seus espinhos tentava o cravo picar,
na roseira bem florida, muito apetitosa,
o cravo sempre ao lado da rosa estar,
o "jardineiro", a encontrou, ainda, tão viçosa,
que em seu jardim a quer plantar.
http://monsoresprado.blogspot.pt/
GRAÇA DIZ:
Logo de princípio,
Para não estranhar,
Pois não vá pensar!
Lá por ter aceite namoro
e por ter nome pomposo.
Que vai brincar comigo!
Para ser meu namorado
Tem que ser bem educado!
E me dar sempre muito amor
Para o namoro durar.
http://ideiasdaga.blogspot.pt/
Eduardo Maria Nunes, responde!
Tudo tem princípio,
para poder continuar,
não me empurre para o precipício,
antes do namoro oficializar.
Bem educado eu ser,
por isso não me deve condenar,
sem antes me conhecer,
para comigo namorar,
porque posso não ser,
quem você está a pensar.

16 comentários:

  1. Se deixar vcs atravessam páginas e páginas de rosas e cravos perfumados pelo dom da poesia, que encanto de prosa ,lindos, beijos aos meus poetas encantadores!

    ResponderEliminar
  2. Bom dia meu amado Dudú
    Bom dia minha amada Simone!
    Eu preciso saber de vcs dois prá quem darei a nota maior?
    Eu particularmente dou todas as notas por igual a vcs dois.Me comove muito o coração ver essa dualidade unilateral.O Dudú já sabe o quanto o admiro nas suas escritas,vc Simone tbm pode deduzir que és uma das mais inteligente da blogsfera...e vcs dois se encontrarem foi tudo que meu coração pedia...amo ver vcs dois unidos na prosa.
    Tbm quero resaltar a nossa Soninha que com sua delicadeza tbm faz o universo acontecer nas prosas quando se junta a vcs ...
    Amei o post de hj e dou nota 1000 prá vcsssssssssssssssssssssssss
    bjs meus amigos talentosos!

    ResponderEliminar
  3. HAHAAH....Desses diálogos tiramos alegria, se deixar nos contagia todo dia. é uma forma de descontração, que vem alegrar nosso coração. Gosto muito de lê-los pois pra mim é um encantamento, as palavras surgem como cachoeiras em nossos pensamentos. Amei migo, ficou legal.kkkk. bjim.

    ResponderEliminar
  4. Bom dia!
    E nesse jardim tão florido
    e tão feliz, eis que chega o jasmim
    e tenta a rosa encantar, mas o cravo muito esperto, inteligente, ja conseguiu fazer a rosa se apaixonar...Adorei e me empolguei, desculpe!
    Abraços aos dois, bela dupla hein?
    Adorei essa sua interação, cravo e rosa, musica e paixão!

    ResponderEliminar
  5. Rosas lindas conversando com cravos delicados...
    Gostei!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. Um dueto esplendoroso, onde a ternura está lindamente presente.
    Um abraço aos dois.

    ResponderEliminar
  7. Logo de principio,
    Para não estranhar
    Pois não vá pensar!
    Lá por ter aceite namoro
    E por ter nome pomposo
    Que vai brincar comigo!
    Para ser meu namorado
    Tem que ser bem educado!
    E me dar sempre muito amor
    Para o namoro dorar

    Lindo esse poema, a minha dona gosta de flores flores!
    Beijitos
    Ronron da amiguinha
    Kika♥♥♥

    ResponderEliminar
  8. Hoje é aniversário de uma amiga
    muito especial para mim.
    E para todos nos blogueiros caso não a
    conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
    Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
    tão especial?
    Uma linda tarde beijos no coração.
    Evanir.
    A aniversariante é a Marcia Luconi.

    ResponderEliminar
  9. Olá Eduardo querido,
    Ainda não havia lido um poema igual a este. Adorei o dueto com a Simone! E que poema lindo! Amei do começo ao fim!
    Um verdadeiro encanto!
    Um carinhoso beijo para você, amigo.
    Maria Paraguassu.

    ResponderEliminar
  10. Lindos diálogos!!!Obrigado pela linda interação.Está no lugar! abração,chica

    ResponderEliminar
  11. Olá!Boa tarde!
    Que encanto de diálogo!
    Só me resta...clap,clap,clap..aplaudir!
    Parabéns!
    Boa quinta!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  12. Nossa,esse diálogo vai longe!...rss...muito linda e divertida poesia nessa gostosa conversa entre o cravo e a rosa!Parabéns aos 3 poetas!bjs,

    ResponderEliminar
  13. Ola Eduardo!

    Adorei o dialogo poetico!Simplesmente demais!Parabens aos dois!

    Vi que ja te sigo!Estou levando o link pra voltar outras vezes!

    Obrigada pelos lindos versos deixados la no meu cantinho!

    Beijocas!
    Até!

    ResponderEliminar
  14. Entre o dia e a noite DUDU sou o lápis que escreve pra ti !!

    Beijo e caricia

    ResponderEliminar
  15. Que duelo lindo!! jardim florido.
    Edu mais uma vez obrigada pelo carinho em forma de versos
    bjs e

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"