segunda-feira, 3 de novembro de 2014

"DIALOGO"

Outro remédio, porque o não tenho!
senão à tua frente ter que me vergar
de livre e espontânea vontade venho
 o Cravo, Rosa quero contigo dialogar.

havia mais saúde, paz, amor e alegria,
se desgraças não houvessem no mundo
mais vale perder um minuto na vida
do que perder a vida num minuto.

Tudo o que a natureza já criou e cria,
se o vento não tivesse levado o que já levou
 no mundo pão para comer toda a gente teria
porque Deus para todos o mundo criou!
(Eduardo Maria Nunes)

13 comentários:

  1. Realmente amigo Eduardo, a natureza é sábia, o problema é que a mão do homem estraga as coisas.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  2. Muito bem elaborado teu poema! beleza! abração,chica

    ResponderEliminar
  3. Que poema tão bonito o Eduardo nos brindou.
    Falou da Natureza e tudo o que já se criou.
    Espero bem que o homem não estrague aquilo que Deus criou.
    Um abraço
    :))

    ResponderEliminar
  4. Eduardo
    Deus criou o mundo e os poetas, para o adornar, entre outras flores, o cravo e a rosa, para dialogarem e nos embevecer,
    grande abraço

    ResponderEliminar
  5. Tudo é de todos!
    Mas quem pensa asssim?
    Só os poetas!
    Que bem `du
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Lindo poetar querido Edu!! Amei... Doce noite!! Bjos

    ResponderEliminar
  7. Lindo poema meu amigo.
    Realmente tudo deveria ser de todos mas infelizmente não é assim.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  8. No mundo das flores e bichos
    não há disputas inúteis
    mas o homem, entre jóias e lixos
    inventou alegrias fúteis
    e por um par de calçados de marca
    é capaz de tirar uma vida.
    Que venha Noé e sua arca!
    Diz Mãe Natura, comovida.

    Desejamos um feliz domingo

    *´¨)
    ¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•` Bíndi e Ghost

    http://esquinadosversos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Somos, de fato, responsáveis pela ausência do muito que nos chegou gratuitamente, e que é indispensável à nossa sobrevivência. Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Que bela a sua poesia
    Aproveito para agradecer
    A imensidão em que me agracia!

    Versos cheios de esperança
    Vida transmitida em abundância
    Já são o remédio!

    Pra um coração de carne
    Tão mole e sensível
    A sua poesia arde
    Fazendo a cicatrização possível

    Obrigada pela companhia
    E por trazer brisa suave pela telinha
    Sua presença é um prazer
    E um privilégio o seu mundo conhecer!

    Beijos, e bom fim de semana, Eduardo! =D

    ResponderEliminar
  11. Que tenhamos sempre a capacidade de ser rosa e cravo, em meio a tantos espinhos que a vida possui.
    Maravilhosas palavras... Sou uma amante da natureza e do mundo!
    Parabéns, belíssimo poema!
    Beijo grande.

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"