segunda-feira, 30 de junho de 2014

"LÁGRIMAS DE DOR"

Para o amor verdadeiro!
foram apanhar uma flor
mais o poeta jardineiro
 Anda o poeta rimador...

Desfavorece a vontade,
por não ter sido realizado
no chão caído da felicidade 
 um beijo desperdiçado...

Quando o tentei apanhar,
ele, se desfez em lágrimas
por alguém no chão o deixar
 abandonado sem palavras.

   No lugar nasceu uma flor...
com as pétalas perfumadas
delas caírem lágrimas de dor
 por terem sido abandonadas!
(Eduardo Maria Nunes)

6 comentários:

  1. Tristes são essas lágrimas. Linda a poesia! abração, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Meu amigo tão querido...já falei hoje que te amo??? Grande homem e poeta onde nada deixa a desejar..

    Tenhas sempre o meu abraço carinhoso e muita alegria de viver..

    Beijos querido

    ResponderEliminar
  3. Há um certo tom bucólico encantador no poema triste. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  4. Ola, vim aqui te encontrar
    trouxe comigo um beijo
    e a vontade de lhe falar
    que fico feliz demais quando
    vais a minha casa
    com tuas palavras me brindar.
    Por isso vim até aqui te agradecer
    por meus versos engrandecer. Bjos achocolatados

    ResponderEliminar
  5. Sempre lindos,os seus versos, apesar destes, serem tristes, Poeta amigo!
    Beijos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  6. Boa noite, Eduardo, amigo.
    Lindo o poema.
    A tristeza deu lugar ao nascimento de uma bela flor, que em si mesma habitava o perfume do amor e a lágrima do desamor, mas como tudo é passageiro, irá ela apenas exalar seu suave aroma esquecendo das dores.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"