domingo, 12 de junho de 2016

"SÓ VOLTAMOS À NOITINHA"

Um dia de manhãzinha,
de primavera, lá no monte
fui com a Margarida à fonte
de lá só voltamos à noitinha.

Sentados numa pedrinha,
nos olhos um do outro olhando
agradável sensação sentindo no corpo
resistindo à tentação do amor louco
apreciando as flores no campo
lá ficamos até à noitinha.

Quando de lá voltamos,
com a enfusa cheia de água da fonte
nessa noite juntos à lareira
  lá onde vivíamos naquele no monte
  lembro-me de ter havido barulheira.

Sem, haver, razão,
nenhum mal a gente fez
Margarida, moça bela
ainda tinha os três
nem num só cabelo dela
me deixou pôr a mão!
(Edumanes)

2 comentários:

  1. Que lindo Eduardo,uma poesia bem delicada.
    Adorei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Adorei o seu blog, tem poesias lindas!
    Grande Poeta!
    Obrigada pelas visitas.
    Continuação de boas rimas.
    Isamar

    ResponderEliminar

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"