quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

"GRITOS DE DOR!"

Nas asas de uma formiga
tentava um mosquito pousar
encontrei na terra caída
 que não conseguia voar
tinha uma das asas partida
uma borboleta a chorar...
 Telefonei para as urgências
apareceu um aeroplano voador.
Reunidos, na sala de emergências
estavam, a Rosa enfermeira
e o Cravo que é doutor,
coitadinha da borboleta,
gritava de tanta dor,
por ter caído numa valeta.
Submetida a urgente cirurgia
do bloco operatório saiu refeita,
encontrei-a no outro dia
pousada numa flor...
Também ela, borboleta, percebia
de tudo a vida tem mais valor
vivida, com paz e alegria
carinho e muito amor!
(Eduardo Maria Nunes)

domingo, 24 de fevereiro de 2013

"A PENSAR CONTINUAREI!"

Olhei, mas, não a vi
na imagem de um sonho
no meu diário não escrevi
 considerei, algo, estranho
 o que estava  a imaginar...
possível viver sem amor
de um sonho acordar
pousado numa flor?
Essa flor não era...
A que tinha imaginado
com o sol da primavera
florida estará ela no prado...
 Não cheirei o perfume dela
por a não ter encontrado
a flor que podar imaginei
 da cor dela não estou lembrado
 mas, a pensar nela continuarei!
(Eduardo Maria Nunes)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

"SAPATINHOS DE VELUDO!"

A vida é tudo
afastada da tristeza
com sapatinhos de veludo
encontrei uma princesa
dentro do vestido de chita
escondia a sua beleza
por amor andava perdida
a distância percorrida
ela não tinha a certeza...
A vida passa a correr
  caem as folhas secas na terra
sopra o vento sem se ver
sobre as árvores na floresta
começa o sol a aquecer
quando chega a primavera.
A vida é uma passagem 
não se sabe para onde
é como colorida paisagem
que de quando em vez se esconde,
a paisagem vai e volta renovada
assim não é a vida...
Seja longa ou curta, a caminhada
tem princípio e fim uma corrida
como acontece com uma viagem
 não se sabe como e quando termina
vai progredindo com coragem 
pelo caminho que sol de dia ilumina
 no céu, as  estrelas e a lua, altas estão
muito distantes, da terra, a brilhar
tenha cuidado com o seu coração
saiba com  sincera paixão amar
com amor ser mais bela a vida
 vivida com verdadeira emoção!
(Eduardo Maria Nunes)

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

"OLHAR TOCANTE!"

Caída deixou, no chão, sua pétala
aquela flor colhida no jardim
não sabia para quem era
quisera eu escrever assim...

A sonhar, contigo, acordei
olhar tocante, não te vi 
para onde foste não sei
continuo a pensar em ti!

Nunca te afastas de mim
que mal não te fiz eu,
continua comigo até ao fim
 na verde planta nasceu...

Uma flor naquele jardim
 diferente do meu,
não fiques triste assim
porque o jardineiro sou eu?

Se o desejares te podarei,
quem me dera satisfazer teus desejos
longe, de ti, não sei se os receberei
dos teus lábios doces beijos!

(Eduardo Maria Nunes)

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

"ENCONTRO IMAGINADO!"

HOMENAGEM A FERNANDA DE OLIVEIRA
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Para oferecer a uma amiga
fui apanhar este raminho de oliveira
a quem esta homenagem é dedicada
com carinho e amizade verdadeira
Ela é morena, jovem e muito bonita
 os seus olhos, os meus enfeitiçaram
numa tarde, perfumada de fresca brisa
frente a frente se olharam? terá sido,
 na imaginação ou a sonhar
ou teria mesmo acontecido?
Não aconteceu, é uma amiga virtual
mas o coração dela de certeza
pelo amor, ao meu será igual.
A imaginar nesse dia,
em que sonhei a ter encontrado
foi tão grande a minha alegria,
 para lá a olhar...fiquei parado
 pensando, eu, se lá estaria
aquele lugar, sem ela, está vazio
 foi um encontro imaginado...
Agora tão sozinho e tão frio
 onde imaginei a ter abraçado!
(Eduardo Maria Nunes) 
Fernanda Oliveira disse:
Era inverno quando um ''Jardineiro Poeta'' chegou em meu jardim,
Com ele trouxe a primavera, fazendo-me florescer...
Regou-me com palavras encantadas,
Deixando-me admirada?
Sim!
Minhas pétalas ele coloriu, e foi assim que a nossa amizade surgiu!
Nosso encontro aconteceu,e pensando fiquei, até que amanheceu!
A menina e o Poeta!
Que linda descoberta!
Ela o admira e não abre mão da sua amizade, suas rimas sempre trazem para ela a felicidade.
Nunca pensei que viria de tão longe um Jardineiro para de mim cuidar,
Meu ''Jardineiro Poeta'' vem lá de Portugal,para este encontro que sempre é muito legal!

domingo, 17 de fevereiro de 2013

"SIMBOLISMO!"

A olhar para a natureza
encontrei o simbolismo,
nele lucalizei a soberba,
beleza...simi-escondida
no decote de um vestido
de uma elegante rapariga
 O fui mirando até à bainha 
a imaginar quase fiquei louco
 no corpo dentro dele escondido
para o abraçar...faltava pouco
a caminhar...seguia distraído  
  não o vi, seria belo com certeza
 quase ao cair no abismo,
 como companheira ao acordar 
tinha comigo a tristeza...
  A pensar aquele especial vestido 
estava apenas a sonhar
Até parecia ser verdade
aquele corpo tão belo abraçar
ilusão de um desejo, não realidade
 de prazer, a delirar, fantasiado
triste,  desiludido a pensar
se teria mesmo acontecido
deitado na cama, ao acordar
não vi a qualidade do tecido!
(Eduardo Maria Nunes)

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

"IMAGINAÇÃO E REALIDADE!"

ESTA HOMENAGEM, DEDICO A (PÉROLA)
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Do trigo de faz a farinha
da farinha se faz o pão
a cebola fez chorar
quando de faca na mão
 Margarida, a estava a cortar
dos olhos dela...
 Caiam lágrimas no chão,
para as não pisar,
com um pano, as limpou,
das suas lágrimas o pano
molhado ficou...
Para o pano enxugar
no estendal o colocou
o vento que estava a passar
as lágrimas, com ele, levou...
Com as nuvens se misturaram
transformadas, em gotas de água 
na terra...caíram...
Sobre o trigo verde espigado.
Realidade ou imaginação
de alegria, tristeza ou saudade
 dos olhos no chão a cair
 as lágrimas continuarão!
(Eduardo Maria Nunes)
Pérola disse...
Realidade ou imaginação
De alegria, tristeza ou imaginação.
Com convicção, emoção
e muito carinho no coração,
esta linda surpresa me prendeu a atenção.

Não sou digna de tão linda redação!

É verdade!

Lágrimas sem fim.
no chão, no pano, ao vento, nas nuvens, na  chuva que cai assim.
Sobre o trigo verde espigado e sobre o jardim.

As lágrimas continuam, de verdade, enfim.

A cair de vaidade,
na tua bondade
repleta de amizade
e docilidade.

Com toda a sinceridade
o meu obrigado e vontade
de te dar um abraço de coração.
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

"RUAS ENFEITADAS!"

Há festa na aldeia
tocam os sinos no campanário
na noite, humidade, fresca
 verdes plantas gotas de orvalho
paira a brisa, perfumada, no ar,
lindas estão as ruas enfeitadas,
novo dia, nasce o sol a brilhar...
Vasos nas janelas com flores
 de esperanças floridas,
coloridas de várias cores...
No cabelo, enlaçadas tranças 
elegantes, chegam as raparigas,
a sorrir brincam as crianças.
Os passarinhos a voar,
 na festa da aldeia, de noite e dia
com alegria toda a gente a bailar!
(Eduardo Maria Nunes)
Gracita diz:
Tem festa na aldeia
muitos sorrisos no ar
de felicidade sorriem
as belas moçoilas
à procura de um lindo olhar
Eita festa boa...
A alegria se espalha
por aquele lindo lugar
E o poeta jardineiro
em lindos versos
nos convida a bailar.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/

sábado, 9 de fevereiro de 2013

"DE ALMA FERIDA!"

(IMAGEM  DA GOOGLE)
Amizade perdida,
meu coração entristeceu, 
de uma palavra escrita,
não sei, explicar, como aconteceu.
Interpretação, ao ser lida
sentido diferente compreendeu
do passado, a saudade, fica,
da tristeza que permanece...
Foi uma palavra escrita,
da amizade que não se esquece,
minha alma está ferida...
A  brilharem na noite escura,
para o céu a olhar
vejo as estrelas e a Lua,
de noite e de dia...a pensar,
a tristeza...continua
disse adeus e partiu,
não me dando mais atenção
seu coração também o feriu
não me concedeu o seu perdão...
Teimosamente...a sofrer,
de coração magoado,
já sei não como devo fazer
para ser perdoado!...
(Eduardo Maria Nunes)
Simone Prado disse:
De um erro de conexão humana, sofreste em vão,
não era verdadeiro esse veredito e molestaste erroneamente
seu coração. Atrasada a meio do deserto, agora somente cheguei
a ler esse poema em versos...versos feridos de um coração sofrido...
não foi essa a minha intenção. Da amizade e temos conquistada
nada mudou os sentimentos de irmãos, foi apenas um erro
de interpretação. segue-se adiante sem nada a temer,
amizade é como a de antes sem nada distorcer.
De tudo foi válido por ter te dado inspiração
e criado o que havia em seu coração
De amigos sinceros não me esqueço
não e desculpas aqui peço
por entristecer seu coração.
http://monsoresprado.bloggspot.pt/

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

"VERDES FOLHAS"!

SELO DA AMIZADE
OBRIGADO
CLARICE MOREMO
poemaspot.pt/2013/02!selo-da-amizade.htmlasversosclarice.blog
Verdes folhas
nas plantas floridas
são podadas com tesouras.
Com sentida emoção,
são estas palavras escritas
dedicadas a quem me ofereceu
este presente em forma de coração.
Em mim floresceu
iluminada...imaginação
de noite pelas ruas a olhar
a lua e as estrelas no céu, estão
nossos caminhos iluminar...
Da alegria...sentida sensação
sobre as lágrimas a caminhar
dos olhos caídas no chão!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

"O REGRESSO!"

http.//escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Universo Paralelo...de Sônia Amorim,
 flores do seu jardim, pura bondade manifesto
as encontrei perfumadas de beleza sem fim
com perfume especial...fui colher aquela flor
que você plantou, com carinho para mim
 ao seu mundo, lentamente, está voltando
devagarinho, obrigado...Sônia Amorim,
pensando disse o ter criado com carinho
se eu pudesse levar, comigo o teu perfume
a flor que fui apanhar, colocar em tua mão
poder amar em liberdade...sem ciúme...
encontrar no amor...verdadeira paixão
porque esperava vento fresco passageiro
o frecheiro...cantando uma  linda canção
pousado o passarinho no ramo do limoeiro
por entre o arvoredo, sombrio caminhando
 o zumbido do vento nas folhas do sobreiro
 soprando deixava o céu de nuvens liberto
 batendo as asas a voar...a pomba branca
 vai pousar no Universo Paralelo!
(Eduardo Maria Nunes)

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

"DOCE COMPANHIA!"

Rosa, purpúrea e bela,
doce companhia...
Estrelas brilhantes nos céus
prisioneiro do desejo gostaria, 
estar nos braço teus...
Eu já livre e tu despida,
a beijares os lábios meus.
recordando com saudade,
o amor não fragilizado
consumado de vivacidade.
Se bem o entendo
doce e meiga te imagino
dos teus lindos olhos a cor
determinada pelo destino,
têm o perfume da flor...
Amar com docilidade,
terás brilho, eu terei vida,
prazer na clandestinidade,
a desabrida noite convida
amizade e paixão sem nexo
folha murcha,no chão, caída
é como amor sem sexo?...
(Eduardo Maria Nunes)

sábado, 2 de fevereiro de 2013

"O CUCO PASSARINHO!"

Dois ovos a chocar
estava a rola no seu ninho
pousado num galho a vigiar
estava o cuco passarinho,
esperando com certeza
a rola, o seu ninho abandonar,
procurando sementes e insectos 
para com eles se alimentar
têm sorte os mais espertos.
É perfeita a natureza,
mas, o cuco não trabalhar
de ovos, se alimenta
de manhã, cedo se espreguiçar,
pronta está a sua ementa
se algum outro se descuidar
quando regressa o seu ninho
seus ovos nele não encontrou
porque o cuco passarinho 
com eles se alimentou!
(Eduardo Maria Nunes)
Gracita diz:
Um cuco bastante malvado
no jardim está a voejar
à espera de um descuido
para dos ovos alheios
se  fartar de alimentar

Xô passarinho malvado
tu não tens coração?
Deixe livres
aqueles ovinhos
Pois dali novas vidas
chegarão para te fazer
companhia engrossando
a sinfonia de uma mesma canção.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"