terça-feira, 25 de setembro de 2012

"FAZ SENTIDO!"

Ciúme, amor e paixão,
afeição, ciumento amor
calor no corpo desejado,
perfume encontrado na flor
dentro do peito o coração.
Não deixado lugar vazio
para não causar aflição
muito menos queixume, 
verdadeiro sem ilusão
amor sem ciúme,
talvez, não existe não?
Faz sentido
ter ciúmes de quem se ama
loucuras violentas, essas não
verdadeiro amor, vivido, inflama
mas, não deixa ferido de dor
 nem de mágoas o coração!
(Eduardo Maria Nunes)
Anita diz:
Estilhaça por vezes o coração
deixando feridas e emoções
à mostra, vulneráveis.
Sangra, fere, maltrata. faz doer
esse ciúme por vezes tão doentio e febril.
Mas como não senti-lo no gozo
do amor sublime
que teimamos em sentir?!
Esse ciúme nos leva, arrebata,
por caminhos de loucuras,
lucidez sensata não faz parte.
E lá está ele, nos curvando
aos seus desvarios
e amores incontidos.
http://intimasintencoes.blogspot.pt
Pérola diz:
Ciúme se confunde,
demasiadas vezes, com amor.
Amor não é posse, controlo.
É um querer bem só por querer.
Sem sublime, genuíno e duma
raridade insuspeita.
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Fernanda Oliveira diz:
Amor, Paixão...
Às vezes tudo se mistura
Dentro de um coração.
Como explicá-los então?
Eis a questão
Só sabe quem sente
Mas às vezes parece mente.
Fala que não ama,
Mas o coração o amor
Proclama!
Só entende o ciúme que já sentiu
ou está a senti-lo.
Quem estar com os sentimentos
a misturar...
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Gracita diz:
Ciúmes em demasia
Dilacera o coração
Faz brotar a nostalgia
E acaba com a alegria

Amor...doce e cálido amor
Promessa de encantadora paixão
Amor que inflama e enlouquece
Se não correspondido desencadeia o ciúme
Provocando mágoas e machucando o coração

Uma pitadinha de ciúmes
apimenta a relação
mas em doses gigantescas
provoca estúpidas loucuras
e consegue ceifar o amor.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/
Sónia M diz:
Como posso possuir um corpo,
ou até outra alma,
se em meu corpo e minha alma eu possuo?
Amar em plenitude, é deixar livre, o outro,
para se doar por inteiro. Uma raridade.
Confesso que não entendo o ciúme.
http://soniagmicaelo.blogspot.pt/
Luciene RRoques diz
Eduardo vim lhe agradecer as palavras.
E mais uma vez elogiar tuas rimas,
como sabe gosto muito delas,
você as faz com maestria.
Sobre sentimentos do amor,
sou suspeita a dizer qualquer coisa
rsrs. Neutra statua neste instante.
Sentimentos humanos, talvez
desumanos errantes porém há
quem veja o amor e seus
predicados como um diamante!
http://lucienerroques.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Ciúme é coisa saudável,
quando o amor tem sua liberdade,
doentio é intolerável
e se torna prisão.
Quem nunca sentiu ciúme
do que se ama? é até prazeroso
essa demonstração,
um toque especial
nas coisas do coração.
Quem me dera poder amar
sempre e viver essa ilusão,
ter os olhos brilhantes,
o semblante acolhedor,
coisa linda é o tal do AMOR.
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Verinha Portella diz:
Meu amigo querido...
seus versos despertam
minha alma...tão quieta
estava então...
Pensando...como escrever?
Sem falar em solidão?
Mas agora...ao te ouvir
minha inspiração voltou
voltou a falar de alegria
de amizade e de amor...
Obrigada, meu amigo
Agora...meu sorriso voltou...
http://vera-portella.blogspot.pt/

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

"COLHIDA COM JEITINHO!"

Nas flores a pensar
resolvi, então, escrever
para quem me segue não desanimar
por que não os irei esquecer
num  fim de semana de feliz lazer 
onde a saúde, a paz e o amor não faltar
nem tão pouco o desejo e o prazer.
Setembro mês romântico
das noites de amor ao luar
ouvir dos passarinhos seu cântico
nos ramos das árvores a pousar.
Muito amor,  sincero amor
alegria enquanto a vida durar
como no jardim a flor
crescida que se deseja apanhar,
colhida com jeitinho
para suas pétalas não machucar
regando-a com saliva de doce beijinho
para que possa florida continuar!
(Eduardo Maria Nunes)
rosa-branca diz
Regue a flor para crescer
P'ra lhe contar seus desejos
Mas se flor regada com beijos
Para si vai florescer.
http://roseira-branca.blogspot.pt/
Fernanda Oliveira diz:
Mas que gentileza nas flores pensar,
E aos seguidores esta bela inspiração dedicar,
Pensaste bem, sem tua poesia não ouses nos deixar,
Pois assim como as flores estão a te encantar,
Assim tu nos encanta com sua bela arte de rimar.
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
"E as rosas de teu jardim,
com tanto zelo desse nosso jardineiro,
irão agora na Primavera florir
e enfeitar teu coração,
gentil poeta da Estação mais romântica,
onde tudo fica mais belo,
colorido e perfumado.
A Primavera chegando e os nossos corações
apaixonados irão desabrochar
para os eternos namorados!"
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Cristal de uma mulher diz:
Esquecer você é impossível
Vou colher uma flor do jardim
de meu coração e te ofertar
assim esta amizade tão singela
nunca poderá terminar...
http://rachelrochaomena.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
Nas linhas do seu poema
 muitas vezes me identifico,
sou flor menina, ainda pequena
que rabisca versos para enfeitar um cantinho
que foi criado com jeitinho,
por um jardineiro bonzinho, onde deixa cada flor
com cheirinho do seu carinho!
O coração jamais esquece quem por ele um dia
 passou e fica sempre um pouco de perfume,
nas palavras aqui escritas, nas linha rabiscada
dos versos que enche nosso dia de amor e alegria!
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Que bom seria, nunca deixar de florescer,
ou em algum canto as pétalas morrer.
Que bom seria, se a cor não se apagasse,
se o brilho não ofuscasse, se o caldo não secasse...
que bom seria acordar todos os dias e a pele
rejuvenescesse e os olhos sorrissem
como se tivessem lábios.
Quão bom seria, se os amigos
permanecessem no mesmo lugar
esperando nossas tristeza e frieza passar.
Se a vida nos brindasse todos os dias
e nos pegasse na mão para pedir-nos
uma dança...que bom seria.
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Verinha Portella diz:
Poeta de meu coração...
Rimar eu não sabia...até então
Mas participar junto a ti
é sonho muito bom...
conquistar tua afeição...
Quem sabe eu não aprenda...
A rimar um sonho bom...
De te ver lá no meu céu...
da felicidade...chegando com um
TROFÉU...amigo do coração!
http://vera-portella.blogspot.pt/
Gracita diz:
Sou menina romântica
E aqui vim poetar
Falar do luar encantado
Das flores primaveris
De nuances matizadas
Dos pássaros dourados
Do acasalamento de amor

Falar da alegria jovial
De um coração enamorado
Que escreve com formosura
Para o coração alegrar

Eduardo meu amigo
Como é lindo seu versejar
E com um beijinho adocicado
Por aqui vou ficar.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/

terça-feira, 18 de setembro de 2012

"DESGRENHADO!"

Disse adeus à tristeza
fugindo da amarga ansiedade
saúde, amor e paz riqueza
nas plantas, coloridas as flores
com firmeza...liberdade,
perfumados de várias cores
não iludido por doce engano
se teria livrado da dureza?
Logro gosto soberano,
das realidades...destreza,
pela estrada iria, alegre, cantando
a sorrir de felicidade com certeza.
A desabrida noite convida
doce companhia...ao luar,
feliz amor, simpática alegria
lado a lado a caminhar,
esperanças de um novo dia
amanhã, poder, encontrar...
Desgrenhado, não pelo vento,
Na braveza acreditar
no destino vai correndo
para olhar as, altas, ondas do mar
como será fundo imaginando
nelas poder, livremente, mergulhar!
(Eduardo Maria Nunes)
Fernanda Oliveira diz.
Sim, diz  adeus a tristeza,
e a felicidade chegará com certeza,
Deixando a amargura, logo vem a cura.
Quero ver-te sorrindo´cantando e amando...
A noite o convida a iluminá-la com sua doce companhia,
E a esperar um novo dia,
Pois este te trará alegria.
E a vitória de sua braveza será tão grande,
maior que as ondas do mar
E então você em fim se alegrará.
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz
"E se nas ondas mergulhar,
me leva junto de ti, pois
o mar eu quero visitar.
Desgrenhado ou não, meus
cabelos irão ficar com o vento
que eles teimam em tocar,
De alma leve e limpa, seguirei meu
caminho e com muita esperança,
de não ficar nunca mais sozinha.
Saberei que em outros portos
encontrarei a alma gemea minha".
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Sónia M diz:
Agora que a tristeza se foi,
vejo como a terra é colorida!
Como neste mar há mais vida,
que ao mergulho me convida.
http://soniagmicaelo.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
Vamos dizer adeus a tristeza,
por ela invadir nosso coração e
deixar lá pequenos arranhões de dor,
dizemos adeus com certeza,
pois da vida só colhemos amor,
da solidão tiramos inspirações
para embelezar as linhas do nosso
mundo mágico de poetar,
 a alegria sempre virá
noite e dia sem parar,
é certo de que no jardim
sempre haverá uma flor
a mais para alegrar.

Bom dia amigo poeta,
das poesias não desistirei,
escrever é minha vida,
de onde tiro meu dia
pequenas gotas de luz,
não pararei de escrever,
porque faz parte de mim,
e amo vir aqui e me alegrar
com você!
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Verinha Portella diz:
Meu poeta abençoado...
teus versos veio encantar
essa romântica sonhadora
que pedalando está...
com força e muita garra
pra felicidade encontrar
tomara ela venha depressa
em meus sonhos ancorar...
Quando isso acontecer
Corro pra te contar...
Afinal...foi você, que me fez
Acreditar...que essa danadinha
também está a me procurar!
http://vera-portella.blogspot.pt/

sábado, 15 de setembro de 2012

"QUANDO PODADAS À TOA!"

O tempo auge 
tudo, faz na vida, acelerar,
quando a oportunidade surge
não se deve desperdiçar.
Com ou sem louvores
com esperanças e fé continuar,
no perfume das flores,
no campo ou no jardim encontrar.
Que de lágrimas e suor
nunca sejam regadas,
sejam sempre com amor
depois de bem adubadas,
como precisam as pessoas.
As flores também o precisar,
quando podadas à toa
podem feridas as deixar.
Comparar pessoas com flores
cada qual tem vida própria
para dizer aos destruidores 
que a vitória
será dos defensores!
(Eduardo Maria Nunes)
Chica diz:
Pessoas e flores devem ser bem tratadas/
podas, sempre e só quando preciso for/
ambas gostas de serem respeitadas/
e então, sabem retribuir com amor/
http://sementinhasparacriancas.blogspot.pt/
Fernanda Oliveira diz:
Insensíveis são os que estão a podar!
Negligenciando o que Deus os dera pra cuidar,
Flores e pessoas, bela comparação,
Em flores não há alma,
Mas de Deus são a criação,
Ao ler seu poema
Percebo que está em seu nobre coração,
Parabéns poeta querido
por tua bela inspiração.
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
"As rosas não falam, simplesmente
exalam...As pessoas falam e exalam
amor pelos poros, sempre a flor da pele,
que semi  desnuda tomam ainda melhores"
Hoje sem inspiração,
mas adorei sua comparação...
Pessoas e Flores, ambas
fruto da mesma criação...DEUS!
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Gracita diz:
Neste jardim florido
Podas aconteceram
Por mãos insensíveis
As flores se arrefeceram
O coração do poeta adoeceu
E de tristeza chorou

Sabiamente com carinho
O poeta as amparou
Deu-lhe carícias e afagos
E em troca um lindo
Desabrochar presenciou.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/
Lu diz:
Pessoas e flores
É uma ótima comparação!
Ambas precisam de carinho
E total proteção!
http://wwwlufatima.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
O tempo faz da flor a mais bela,
porém ele mesmo a faz morrer,
queimada de sol, muita delas não resistem,
acabam suas cores e as fazem desflorescer.
Como nós, somos flores no jardim da vida,
somos frágeis, mas pelas dores somos sofridas,
pelos amores reflorescidas, e o tempo também
faz com que perdemos a vida, porque muitas vezes
deixamos de aproveitar o dia de sol que nos foi dado,
deixamos a oportunidade perdida , e como uma flor
no jardim, murcha também a nossa vida!
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

"QUANDO A DOR, EU, SINTO!"

Quando a dor, eu, sinto
não é o que estou chorando
nem o que estarei sorrindo, 
no presente, o futuro imaginando
do passado e a lembrança sentindo,
da juventude que deixou a saudade 
não querendo esperar foi embora.
Na minha amarga ansiedade
que ao pensamento volta
como o azul do céu realidade,
a nuvem cinzenta e o vento que sopra
quando e forte, sonante tonalidade, 
na precariedade de ontem.
O dia de hoje, se vive na incerteza,
recordações que andam a monte
trazem às flores perfume e beleza
como a água pura da fonte
nascida da natureza!
(Eduardo Maria Nunes)
Fernanda Oliveira diz:
Ao ler me trouxe alegria,
Apesar da dor sentida,  pela tua saudade fria,
E certo que, do que fora bom sentimos falta,
mas esta é a nossa realidade,
Te conhecer, me trouxe felicidade,
Confesso esperava ansiosamente a tua nova poesia,
Ficaste sem postar por três dias,
Pois já me acostumei com suas graciosas rimas.
Obrigada sempre pelas tuas visitas,
Carro amigo Eduardo, e ninguém as reclame,
Pois já fazem parte do meu dia,
Pois sempre me trazem grande alegria,
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Sentir saudades do passado,
da juventude, significa
ter uma história escrita por ti.
Feliz ou não, o que importa é que
você viveu e hoje as lembranças
chegam de forma saudosista,
que penso ser muito bom...
Adorei teu jeito de poetar
hoje e percebi que novas flores
estão a chegar em teu jardim...
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Anita diz:
E quando a sinto, a dor
sinto também a saudade
de verdes campos reluzentes,
do canto dos pássaros a se acasalar
e das horas felizes que estivestes ao meu lado.
Sim, quando a dor, eu sinto
no peito a mistura de feliz lembrança
com  amargor da saudade.
Sinto a brisa leve a tocar-me
como que acariciar-me e lembrar-me
de quão suave eram suas esperanças.
Sinto que ao amanhecer o sol
os brindará com outro sentir,
com outra dor e quem sabe
outra saudade de felicidade.
http://intimasintencoes.blogspot.pt/
Rita diz:
***Bom dia de quinta***.
Meu doce poeta que gosta de rimar
tudo que faz, eu adoro sua visita
e gosto da maneira que posta
no nosso cantinho,
parabéns pela sabedoria
de fazer poesia.
http://cantinhovirtualdarita.blogspot.pt/
Pérola diz:
Cantas a saudade!
Pior do que a sua dor,
é não ter história, na verdade.
Viva tu! O Escritor
que com muita amizade
rima oferecendo Flor!
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
Como será o amanhã?
Se vivemos o dia de hoje com saudades
de um passado, presos em alguma lembrança,
dos tempos de criança, não queremos desapegar.
Olhamos o mundo como está, e o que esperamos é,
em como fazê-lo mudar? A realidade as vezes nos aflige,
a tal ponto de não querermos acordar,
vamos viver na rima, nas poesias
do dia a dia que a todos nós, se aproxima!
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
De lembranças vamos vivendo pois foram anos
 de confecção de uma colcha de retalhos chamada coração.
Do tecido de nossa memória. é como o cortar com uma tesoura,
costurar com a agulha e arrematar.
Jogamos tecidos que sobraram fora, escolhemos cores e formas,
costuramos sentimentos, e alguns colocamos remendos na alma.
São como curativos a tampar algumas feridas,
outras colocamos tecidos novos e fazemos novas vestes.
Isso se chama vida! Desses momentos que se recorda
o melhor é compor os mais lindos versos,
trazendo linhas para nos encantar.
Tens a experiência em forma de letras
 e disso é uma preciosidade,
deixando por onde passas
as letras da verdade.
http://monsoresprado.blogspot.pt/

sábado, 8 de setembro de 2012

"POR ESTRADAS E VEREDAS A CANTAROLAR!"

Tocava o despertador,
 na capoeira o galo a cantar
no seu poleiro impostor
estava na hora de levantar,
novo dia nascer, antes do sol iluminar
todos os caminhos e novas esperanças.
Na aldeia a labuta cedo começar
pegavam nas sacolas, as crianças
para as escolas a caminhar,
com as suas infantis brincadeiras
por estradas e veredas a cantarolar
enquanto aconchegavam os adultos
dentro de suas, alcofas, lancheiras
pão duro e azeitonas sem mais condutos,
já o estômago estava a reclamar
antes de seguirem para as jeiras 
comer uma bucha para se acalmar.
Com juntas de bois e parelhas
iam para o campo a terra lavrar
vê-las na luz dolente do sol-posto
era assim, na aldeia todo o ano a labutar,
vida dura de muito sofrimento deixado no rosto
lá se nascia e se vivia, até morrer a trabalhar
com as romarias e muito calor no mês de Agosto!
Chica diz:
Todo aquele calor no passado
durante anos e anos assim vividos
mas, parecia diferente, nada errado
todos os momentos eram usufruídos.

Com calor, fome, cabeça, no sol
lá iam os trabalhadores o dia iniciar
mais um dia até o arrebol
lá iam eles pra suas vidas ganhar!
http://sementinhasparacriancas.blogspot.pt/
Gracita diz:
Eita que poema me despertou
doces lembranças da minha infância.
A vida no campo é sempre uma labuta sofrida,
mas depois da tarefa executada vem o prazer
pelo merecido descanso.
Versos fortes com uma linda história
de amor pelo trabalho da terra.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Boa tarde Edumanes,
gostei do jeito simples,
porém, carinhoso onde tu
descreves teus sentimentos
passados da vida sofrida, mas
também festiva...Jeito gostoso
de ler um conto poético sobre,
a labuta do dia a dia!
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Anita diz:
Pequena via meu avô a labutar a terra
com tal sentimento de respeito
a nos contagiar com sua magia
Homem simples do campo
que do campo fazia sua estrada
de vida a cada alvorecer.
Não tinha pretensões a riqueza material,
suas pretensões eram da riqueza da terra,
da labuta suada do sol
do que ali se plantava e produzia.
Homem simples de sabedoria infinita.
http://intimasintencoes.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
Uma vida dura dá pra notar,
mas imagine como era gostoso viver lá,
pés descalços, terra molhada a pisar,
vida natural onde nada existia de ruim
que pudesse apagar o brilho do sol
de todos os dias ao se levantar,
com o galo a cantar,
seria mais um despertar
de um dia de luta para trilhar,
nos caminhos a cantarolar,
música para a alma encantar!
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
may lu diz
Com o tempo aprendi
que nem sempre a vida é bela...
Porém, compreendi
que posso pintá-la com várias cores.
À minha maneira
trago nos os olhar as cores
do arco-íris.
Que de tantas cores
coloriu minhas tristezas.
E preservou-me menina que sorriu.
http://mayluescalada.blogspot.pt/
rosa-branca diz:
Nunca andei no campo, mas ouvia muitas
vezes os relatos sofridos dos meus avós paternos.
Trabalhar de sol a sol, uma côdea de pão seco
para o almoço e pouco mais.
E o meu avô quando se referia à enxada e ás dores
que tinha nas costas dizia sempre.
:-Raio da ferramenta que anda à frente
e morde atrás...Eram tempos muito sofridos,
por vezes com famílias com 6 3 7 filhos
e não tinham que lhes dar de comer.
O meu pai dizia que uma sardinha era para três
Confirmo.
http://roseira-branca.blogspot.pt/

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

"GENTILMENTE!"

O vento amainou
para as plantas serenar
amor adormecido não acordou
mas se levantou sonolento a andar
pela noite escura sem luar
amor sonolento sem destino
continuava a caminhar
com sorriso de menino.
Para onde se desconhecia
por sonolento continuar
só ele para onde o saberia
o diria depois de acordar.
Um amor, assim, indolente
procurava a felicidade encontrar
não interessava em que continente
amor dolente, tristemente, a caminhar.
Mas,  terá sido certamente
segundo se constar
iluminado por estrela cadente,
gentilmente, amor sonolento despertar!
(Eduardo Maria Nunes)
Fernanda Oliveira diz:
Amor sonolento,
precisava de um grande amor
para o despertar
para com ele noite escura andar...
Certamente os dois juntos
trariam a noite escura, um lindo luar.
porque tudo fica mais bonito
quando se estar a amar.
http://nandamusicpoesia.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
Amor que adormece e no coração
não esquece a hora de acordar,
amor que busca um no outro a química
perfeita despertar!
Amor que nasce como uma flor,
regado de muito carinho e adubado
com pequenos mimos de beijos
e abraços sem nenhum embaraço.
Amor que vale a delicia
do querer sempre amar.
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Severa Cabral (escritora) diz:
Só vc pra me encantar
nos comentários, não sei ainda o que vou fazer,
com todos os comentários que sempre deixas
no meu cantinho para agradecimento
o Folhas de Outono te manda um beijo
carinhoso e um abraço apertadinho!
http://severaescritora.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Que amor sonolento é esse
que tanto vagou querendo acordar. Procurou
 em tantos rumos parecia nunca encontrar. Talvez
 tenha acordado de espanto, cansado de tanto procurar,
 olhava em todos os cantos , parecia nunca encontrar.
 Num sono embriagante, numa busca eterna de seu amor,
quem sabe seria melhor continuar sonhando com a chegada
 de sua flor. Acordar nem sempre é preciso é melhor tantas
  vezes adormecer, muitas vezes no acordar vem o amor perder.
http://monsoresprado.blogspot.pt/
André Foltran diz:
Por vezes o AMOR dorme
gentilmente a esperar
a tal da pessoa certa
para o despertar.

Se engana quem acha
que AMOR é fácil rimar.
AMOR é palavra difícil,
mas mais difícil é AMAR...
http://andrefoltran.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Prefiro a insónia de um amor perdido
a um sono profundo com um amor sofrido...
Ai, ai ...Vagas devagar
pelas noites sonolento
e quem sabe um dia, irá se deprar
com seu amor intenso?
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/

sábado, 1 de setembro de 2012

"VERDES AO NASCER!"

FOTO: GOOGLE
São palavras loucas e meigas
desejos e prazeres, que excitam o amor
quando não verdadeiras,
deixam corações feridos de mágoa e dor.
Por caminhos que dantes foram veredas
entre vales e montes paisagens coloridas
pelos campos verdejantes na primavera
no outono empoeirado, ressequidas,
palavras cor da esperança, 
verdes ao nascer.
A moça que seus cabelos não prendia
com uma verde fita, não usa trança,
por entre as flores numa correria
feliz, de alegria numa louca dança,
com seu jeito namoradeiro
ela conquista corações,
amor não há como o primeiro
perfuma loucas paixões,
 para longe, o vento  brejeiro 
assobiando leva suas emoções
(Eduardo Maria Nunes)
Anita diz:
Emoções flutuantes e verdejantes
em mares além vistos
horizontes a desbravar
Eis que essa moça brejeira e faceira
a todos encanta
sem titubear em sua dança
sua fita verdejante faz brilhar
movimentos ao vento
E assim, eis que essa moça
de fita verde renasce a cada novo dia
embalada e embalando
a todos em sua mais linda melodia.
http://intimasintencoes.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
As palavras iludem, e quer saber!
As vezes é melhor aceitá-las.
e num momento de prazer,
fazê-las serem mais forte que a razão,
é deixar bater o coração sem saber
direito em qual situação acreditar,
Como no primeiro amor
vamos tentando buscar
a inocência que nele há
para mais feliz ser
a cada dia num novo recomeçar.
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Lembrei-me que um dia essa mulher
existiu em mim, sonhando apenas dançar
entre as flores de um jardim.
Parece que o vento passou, arrancou
dela a esperança e aquela mulher
com sonhos de criança somente acordou.
Talvez já nem acredite mais no amor
que um dia partiu e a abandonou.
Nos lindos campos verdejantes,
agora uma metade de mulher está a vagar,
longe de um céu azul e distante do mar,
Apenas caminha sem destino, sem planos,
vivendo a cada dia sem o mundo olhar.
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Li Barbosa diz:
Venho cá prestigiar
Este teu lindo dom de poetizar!
Faz das palavras um jogo de rimas
criando verdadeiras obras-primas
A linda menina brejeira
Um dia cresce e amadurece
mas do primeiro amor
ela nunca esquece!
http://autoralibarbosa.blogspot.pt/

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"