domingo, 29 de julho de 2012

"O MONTE!"

Nasci numa casa
no Alentejo diz-se monte
o trabalho cedo começava
bebia-se a água da fonte.

Era o nosso guia
uma estrela brilhante
aparecia no horizonte
de madruga se via

Não falava, não dizia
mas, iluminava aquele monte
era, criança não compreendia
o caminho que me indicava
aquela estrela brilhante.
(Eduardo Maria Nunes)
André Foltran diz:
Lá em cima tua estrela alumia,
sobre o monte de terra e de ar...
Não é mera estrela a brilhar
-e sim toda a luz do seu dia!

Sobe este monte a cantar...
Canta alto-bem alto-a alegria!
Lá em cima tua estrela alumia
-não deixa tua estrela apagar!
http://andrefoltran.blogspot.pt/
Pérola diz:
No monte do Alentejo
o meu amigo cresceu.
Eu nasci no Ribatejo,
Que muitas alegrias me deu.

À noite estrelas contemplava,
tal como  estrela guia
que iluminava, eu gostava.
Desejos pelo céu distribuía.
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Fui trazida pela estrela da Saudade,
qual foi me buscar no monte em que eu meditava.
Sob o brilho do Luar, as estrelas me tocavam e me
convidavam para o teu Alentejo visitar. Não resisti
e segui as pequenas estrelas, que brilhavam e meu
caminho iluminavam. Fiquei muito feliz quando no
Alentejo cheguei, pois o jardineiro muito gentil,
cuidou para que eu ficasse bem e sem mais saudades.
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
"Seguindo a estrela pelo caminho,encontramos amigos
que deixam suaves perfumes por onde passamos,
encontramos os nossos sonhos nos sonhos de alguém
e acreditamos que aquela pequena estrela brilhante é
responsável pela nossa alegria quando nos vemos
rodeados de poetas que trazem dos seus corações
as palavras certas, para continuar nossa caminhada
a luz e sombra de uma estrela encantada"
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

quinta-feira, 26 de julho de 2012

"PROCURANDO UMA ESTRELA!"

Ambiente com qualidade
porque a vida é muito boa
não forçada nem à toa
sempre de livre vontade.

Procurando uma estrela
na noite escura desejada
se levanta de madrugada
céu nublado não pode vê-la.

Lá nos céus remontada
ansiedade para ver o brilho dela
debruçando-se sobre na janela
esperando que ficasse iluminada.

Na mocidade confiando
com ela continua a sonhar
pelo caminho a pensar
a sorrir vai andando.

Lindo cavalo, de cor cinzento
pastava, nas campinas, livremente
sobe as folhas verdes, suavemente
das árvores soprava o vento.

E as plantas das sementes a nascer
que não falte a água na terra
para que as flores na primavera
floridas, possam permanecer!
(Eduardo Maria Nunes)
André Foltran diz:
"Nunca lhe cantaram o amor
como eu cantei pra você..."
Que meu canto tem mais dor...
(Nunca lhe cantaram o amor...)
Meu coração se abre em flor,
se abre em flor e você não vê!
"Nunca lhe cantaram o amor
como eu cantei pra você..."
http://andrefoltran.blogspot.pt/
Felisberto Júnior diz:
...sabendo que por mais demorado que seja o céu nublado,
chega o céu azul, com o sol brilhando. É com essa certeza
  que se aquece o coração e volta a esperança...
e a confiança...coração aquecido por um novo amor...
http://felisjunior.blogspot.pt/
Pérola diz:
Uma estrela sonhada
o amigo Edumanes escreveu.
Fantasias reais, desejadas
nos versos rimados deu...
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Mari@ diz: (de Paulo Leminski)
"Obejeto
de meu mais desesperado desejo
não seja aquilo
por quem ardo e não vejo

seja estrela que me beija
oriente que me reja
azul amor beleza

faça qualquer coisa
mas pelo amor de Deus
ou de nós dois
SEJA"
http://b-r-i-s-asuave.blogspot.pt/

terça-feira, 24 de julho de 2012

"A ÁGUA E O VENTO!"

Fortuna do meu contentamento
o exercício físico, poesia e a rima
energia eléctrica conforto de momento
como a água que faz mover a turbina
indústria e robustez vencido haviam,
mais qualidade de vida trazida pelo vento
vantagens que dantes se desconheciam
só mais tarde se descobriu o evento
 tanto que por cá passa apressado
das muitas ideias sem aproveitamento,
voam com o vento para outro lado
levando, também, o perfume das flores
deixadas no jardim abandonado!
(Eduardo Maria Nunes)
Simone MartinS2 diz:
"Água, vento, fogo e terra,
elementos que dão força para que
o jardineiro possa cuidar com carinho
e sabedoria do jardim que ilumina a tua vida...
Sim! As flores sempre desabrochando,
seu perfume irão exalando e o jardim
se tornará um paraíso, regado e tratado com
 carinho pela Mãe Natureza e a criação Divina,
 junto criados e imortalizados em tua poesia.
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Pérola diz
Utilizados pela moderna ciência,
a água e o vento
da natureza têm proveniência.
O Edumanes aproveitou o momento
para agitar a decadência.
E apontando o necessário tratamento
é favor não lhe estragar a paciência..
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz:
O que traz o perfume das flores
é a coragem dos amores se amarem ainda mais,
é a imensidão do céu reflectindo no mar todo o azul
da sua infinita beleza, as flores com certeza
 se inspiram no universo para deixar seu perfume
 se espalharem entre os nossos versos!.
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

sábado, 21 de julho de 2012

"A CORRIDA DO 1º. DIA, DO RESTO DA MINHA VIDA!"

Numa corrida junto ao Rio Tejo
pelo Parque nas Nações,
sou oriundo do Alentejo
ainda me lembro dos abegães,
lá vi a ponte Vasco da Gama
e no rio a água turva,
nas árvores a verde rama
e no solo um manto de verdura
Hotel Myriad, talvez de fama
em novo edifício construído
junto da Torre Vasco da Gama.
A corrida para sul continuar,
vi muitos barcos na marina
parados sem navegar.
Continuando a corrida
até próximo do Cais da Matinha,
 lá estava, ancorado, o Paquete Funchal,
esse nome escrito, ainda,  o mantinha 
do tempo que era património Nacional.
Me virei para norte, sempre, a correr,
só parei junto do Rio Trancão,
para muito sujo o ver
por causa da poluição.
São realidades e factos
das verdades que não se devem esconder
quinze mil metros, distância percorrida,
a corrida do primeiro dia
do resto da minha vida!
(Eduardo Maria Nunes)
Yayá diz:
Parabéns pela história, de paquetes e rios,
passando pela marina, observando a poluição
(água é para se beber, não me esqueço para não morrer),
pelos campos (que para mim são desencantos que não entendo),
mas que te levou ao exagero de dizer que o resto dos seus dias
são iguais, não; somente tem dias iguais quem não deseja um
refresco, uma rede e um por-do-sol.
http://arteseescritas.blogspot.pt/
Dilmar Gomes diz:
Bonita lira universal, pois quem canta sua aldeia,
já disse Dowstoievsk, canta o universo, portanto,
ninguém mais universal que aquele que canta
sua rua, seu bairro, sua cidade.
http://umapitada-de-poesia.blogspot.pt/
Pérola diz:
Extensa e frutuosa corrida,
o meu amigo Edumanes encetou.
Cada paisagem foi absorvida,
o Paquete, a ponte observou.
Com a distância percorrida
cansado, estafado, por certo ficou!
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Edumanes diz:
Pérola, amiga seu palpite falhou,
seu amigo não está cansado,
nem estafado, porque já se habituou.
Pela sua linda rima obrigado.
http://batalhaodecacadores598.blogspot.pt/
Felisberto Júnior diz:
...uma história contada em versos...ficou muito bom!
Eu penso que, realmente cada dia é o primeiro dia
do resto da nossa vida, pois o dia seguinte será
novamente mais um e assim, sucessivamente,
sempre  se mantendo no presente, que é onde
a vida acontece...aqui ou na sua Aldeia...
http://felisjunior.blogspot.pt/
Marilene diz:
Diante de imagens que não nos trazem contentamento,
melhor não pensar que estarão sempre assim, no correr dos dias.
Gravamos e nos encantamos com a beleza dos caminhos
alimentando a esperança de que o descuido termine.
http://umcanto-recantodaalma.blogspot.pt/

quinta-feira, 19 de julho de 2012

"AVENTURA!"

Para uma aventura parti,
 na floresta  frutos silvestres colher
no meio do arvoredo senti
medo do que poderia acontecer
Foi real e não mentira, 
em Angola se passou,
da chuva e trovada sentida.
São Pedro me assustou?
Humildemente, lhe pedi
minhas preces ele as ouviu, 
bem me recordo do que vi
e da chuva que na terra caiu. 
Agora estou aqui,
como aconteceu a contar
na página escrito eu li
com a claridade do relampejar.
(Eduardo Maria Nunes)
Pérola diz:
Uma aventura em Angola,
o meu amigo Edumanes viveu.
Afastando-se da aldeola,
frutos silvestres quase comeu.

Temporal com muita chuva,
o fizeram assustar.
De frutos não viu nem uva.
Fica-nos o encanto do seu rimar.
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Que aventura hein?
Fiquei até assustada
com o temporal que
por lá caiu, mas ainda
bem, que você meu amigo,
de la inteiro saiu!
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Dessa aventura se lembrar,
talvez fosse melhor esquecer,
dos raios e trovões eu não gostaria
de lhe ver. Parece ter sido bem assustador,
numa outra terra Deus lhe mostrou
que nessa loucura que nunca esqueceu,
ficou as lembranças do amigo meu.
http://monsoresprado.blogspot.pt/

segunda-feira, 16 de julho de 2012

"SINCERA FIRMEZA!"

A chegada ser motivo de alegria...
Quando a partida momento de tristeza,
amor e felicidade, riqueza de mais valia,
se construídos com sincera firmeza.
De tudo a vida tem mais valor,
vivê-la sempre da melhor maneira com pureza,
sem sofrimento, mágoas nem dor,
 respeitoso cumprimento pela natureza.
Inteligente respeito pelo amor,
de fortes alicerces construída a beleza,
 sopra o vento, caia a chuva, faça frio ou calor,
murmúrios, coisas mansas haver,
folgam e exalam misteriosos sabores,
alegram a paisagem por agrestes não ser,
em sua vasteza, nas plantas as flores.
(Eduardo Maria Nunes)
Simone MartinS2 diz:
"Mistérios da vida...
Segredos do amor.
E nas palavras do poeta,
tudo se torna concreto, até
mesmo a dor!"
Adorei teu comentário a
Bailarina Solitária, ficou
lindo! obrigada!
A Bailarina foi, é...sempre será
a triste menina crescida!.
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Eduardo Maria Nunes diz:
Como posso eu responder
Bailarina menina crescida
continua a florescer
triste não fica não
antes de rosa florida eras botão
 tão linda, Bailarina, assim vestida
Severa Cabral (escritora) diz
Estava sentindo um vazio, acho que era
 falta de ler mais uma postagem do
RIMA BLOG EU TE DOU UMA FLOR
E com sincera firmeza
encontro um poema encantador
escrito por esse amigo rimador.
http://severaescritora.blogspot.pt/
Felisberto Júnior diz:
chegada e despedida: tudo é parte da vida...
Sem a frase que a encerra a poesia não existiria.
Preparamos, com carinho e alegria de quem a gente ama.
É preciso prepara também, com carinho, a despedida de
 quem a gente ama. Os que estão partindo ainda estão vivendo...
http://felisjunior.blogspot.pt/
Pérola diz:
Edumanes uma rima me pediu.
Uma simples Pérola sou,
o amor, a vida me poliu.
Tentar rimar vou!

Há pouco tempo cheguei.
Este blog já não dispenso.
De tal forma o amei,
despedir-me é coisa que não penso.

Desejo uma boa semana
e desculpas peço
por ser uma banana
que nem as silabas meço.
http://eeratudomuitobom.blogspot.pt/
Eduardo Maria Nunes diz:
Foi aceite o meu pedido,
vou tentar responder.
Pérola, do seu poema tão bonito
tirou uma rima para me oferecer.

Obrigado venho dizer,
pela rima oferecida
 você banana não ser,
se o fosse poderia ser comida.

Dessa fruta apetitosa,
é preciso bem amadorecer
a imagino bela e cautelosa
que bem se sabe defender!
http://nascinoalentejo.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Da chegada guarda boas coisas,
da partida amarga lembrança,
como tirar o doce da boca de uma criança.
Da dor profunda de um adeus sem volta,
onde visualizei da janela e tranquei as portas.
Mas assim como a natureza se regenera tudo
 tem seu tempo devido, o que era natureza voltou
 a ser sorriso e hoje posso me preparar pra cantar
 colhendo sempre as flores que um dia plantei.
.Belos amigos a florir no jardim da minha vida existir.
http://monsoresprado.blogspot.pt/

sexta-feira, 13 de julho de 2012

" A BORBOLETA...E A CARACOLETA!"

Estava uma borboleta
pousada numa flor,
a ser observada por uma caracoleta
estafada de tanto calor,
bastante ciumenta, com a borboleta
pensando, talvez, ser o seu amor,
este animal, tão, irrequieto
a correr é um primor,
nunca para quieto...
dizem que é petisco de grande valor,
cansada nas ervas adormeceu,
a borboleta, destruída, não avisou,
o bicho homem apareceu,
o animal, irrequieto, apanhou,
o mandou assar sem pena nem dor,
e a borboleta muito triste
pousada lá na flor ficou!
(Eduardo Maria Nunes)
Simone MartinS2 diz:
...Penso que a borboleta não teve culpa.
porque as vezes, para que o ciclo da vida
continue é necessário que os mais fracos
vivem alimento dos mais fortes, assim,
segue o destino com a presença
dos predadores, faz parte da vida
e a pobre borboleta pode ficar tranquila...
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Pobre borboleta ficou sem seu suposto amor,
homem malvado que o bichinho indefeso levou.
Bicho homem é mesmo assim, mata pra comer
e muitas vezes apenas pra seu deleite e prazer.
Pobre e indefeso bichinho matou, deixando
a borboleta no seu voo triste a ficar, Voa, voa
(borboleta) com sua beleza a encantar traz
mim seu encanto pra meu coração alegrar
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Lindalva diz:
A mágica metamorfose da vida...
Dizem que na natureza...nada se cria...
enganam-se...Olá meu poeta da ondas...
Amanhã será a abertura do 7º.
Pena de Ouro no meu Ostra da Poesia
 e gostaria de contar com tua presença...
http://ilha-da-lindalva.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz
"Até mesmo na natureza encontramos flor sem cor,
borboleta sem amor, pássaros sem canto,
só o lamento a se dispor! Quando tudo parece perfeito,
sempre se arruma um jeito de mudar as coisas de lugar,
e até na hora de amar, há de se deixar escapar o doce
sabor do amor que lindo parecia ser, completo e perfeito,
se mostra sem jeito, mais amor vai e volta e seja
como for, a borboleta sempre achará outro amor".
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/

terça-feira, 10 de julho de 2012

"RESSENTIDA DO CALOR!"

Quando murcha a flor,
por falta de água na terra
ressentida do calor...
florida com o sol na primavera,
sem motivos se destrói o amor,
se de água não precisa...
Sem razão se constrói a dor 
pela maldade protegida,
se desprezando as realidades,
desgostos e mágoas da vida.
São tantas as irregularidades, 
que na verdade se desacredita,
se fundiu na dor, suavemente,
alguém que quis amar e nunca amou,
do brasido torturadas árvores sente
da água que na terra faltou!...
(Eduardo Maria Nunes)
Simone Prado diz:
Dessa água que se sacia a sede,
que necessita tanto essa flor, pode também
 ser comparado ao descaso do amor.
Flor sem ser adornada, sem ter calor,
vai murchando despreparada como sede se
transforma em dor. Precisa ser amada,
para voltar a florir, pobre flor
desamparada que um dia deixou de sorrir
http://monsoresprado.blogspot.pt/
Juliana Cruz diz
Tem dias me sinto uma rosa
em um lindo vaso solitário
Linda, jovial a tudo enfeitar
outros dias...
a cor e o vigor vão se esvaindo
e espero a morte chegar devagarinho...
http://wwwcolhendofloresentreespinhos.blogspot.pt/
Gracita diz:
Estou como essa flor ressequida que precisa
 de água para ser saciada e poder florescer.
Também preciso de carinho para não esmorecer.
Sou uma flor solitária em busca de amor...carinho
e perdão. Uma grande amizade se constrói
alicerçada no amor e na confiança.
http://gracitamensagens.blogspot.pt/
Marilene diz:
Onde anda o gentil homem
Que alegrava o meu jardim?
As flores, enfraquecidas,
Clamam pelo jardineiro
Que as cuidava, por inteiro
Não descuidando do afeto
Razão de ser predileto
Naquele espaço.
http://umcanto-recantodaalma.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
Também sinto falta do jardineiro.
Por onde andas que não passaste para me regar?
Essa Rosa Azul, muito necessita de teus cuidados
para a vida se alegrar...Oh querido jardineiro, arranjes
 tempo para essa flor aqui, pois assim, ficarei feliz!
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/

quarta-feira, 4 de julho de 2012

"FELIZES POR BEM AMAR!"

Alegre, cantava, um passarinho,
com o biquinho as penas ordenando, 
estava, ele, pousado num raminho, 
cruel caçador se aproximando.
Na verdejante paisagem florida,
no caminho se vem, desviando,
calado e manso, partiu de madrugada,
para lá continua a caminhar,
percorrida distância sem fim,
pretendendo o passarinho engaiolar
denunciada a sua aproximação, 
por uma borboleta, que passava a voar.
Nascidas no campo ou no jardim,
lindas, pousadas nas flores elas estão,
se falassem diriam sim,
a quem o seu perfume dar,
sem dúvidas, e com certeza,
que não se iriam enganar.
Flores, perfume e beleza,
amores felizes por bem amar.
(Eduardo Maria Nunes)
Simone MartinS2 diz:
" Eu sou a borboleta que pousava
por sobre as flores...Avisei o tal passarinho
a chegada dos caçadores...Natureza em polvorosa,
em alarde anunciou e todas as flores deste jardim,
se armaram de muito amor e por fim, conquistaram
o coração do caçador, que envergonhado, partiu dali
com o perfume das rosas encantado...O passarinho a
borboleta agradeceu e todos juntos numa linda melodia
terminaram...Unidos numa mesma sintonia...Passarinho,
flores e borboleta, agora sempre unidos, enfeitam e cuidam
da Mãe Natureza, com o auxilio é claro, do querido jardineiro!"
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Felisberto Júnior diz:
Se eu fosse como os passarinhos que vivem a cantar
Mostraria aos homens o quanto vale a Liberdade,
uma vida sem rancor e ódio
Cantaria com alegria e lindas Melodias de amor.
http://felisjunior.blogspot.pt/
Sônia Amorim diz"
"O que vale a vida se não puder voar?
Se forem presos pra que cantar?
São livres criaturas a explorar
a natureza em seu fascínio. e encantar...
quisera ser um passarinho no céu a passear,
cantando as mais belas canções para alegrar
a quem ainda consegue entender, que os
pássaros foram feitos para livre voar.
http://escritorauniversoparalelo.blogspot.pt/
Simone Prado diz
Pobre passarinho sem perceber estava a cantar,
mas o perigo que o cercava estava no ar,
Com a linda borboleta a lhe avisar voou bem longe
rapidinho pra não se deixar pegar.
Caçador cansado a outro jardim procurar,
o que lhe seria presa fácil pra matar. Sem coração
são esses homens, na natureza destruir, por simples
maldade procuram a quem matar. Mas esse passarinho
 esperto foi e não se deixou abater, na natureza
 também se tem amigos como essa borboleta ser.
http://monsoresprado.blogspot.pt/

segunda-feira, 2 de julho de 2012

"FLORIDAS DE MIL CORES!"

As plantas rindo estão...
Vestidas de lindas flores,
verdes, muito belas são
floridas de mil cores!
Gotas de água, pousam, sobre elas,
caídas das nuvens, algures
que alto passam com o vento,
molhadas ficam as suas pétalas
na frescura da noite ao relento.
Seu perfume,  são realidades
que ninguém as deva deter,
dispensadas as formalidades
 autorização sempre a ter.
livre sem fronteiras
não precisar de passaporte
respeitando as boas maneiras
sempre em viagens de sorte!...
(Eduardo Maria Nunes)
Chica diz:
As flores coloridas
pelos caminhos estão...
Colorem nossas vidas
alegram o coração!
http://sementinhasparacriancas.blogspot.pt/
Simone MartinS2 diz:
...as flores são felizes,
pois logo cedo, são beijadas
e acariciadas pelas mãos do
jardineiro, quando sempre com
muito carinho, cuida delas o
dia inteiro. Floridas e cheirosas.
sempre estarão, pois em agradecimento
ao teu cuidador, sempre tão gentil,
as rosas exalam teu perfume mais sutil.
http://modosuavedeescrever.blogspot.pt/
Marcia diz:
Aqui cheguei com alegria
encontrei todas as cores
exceto a margarida,
vim representar a minha favorita
entre tantas que já te encontrou
Sou a margarida flor que simboliza
a simplicidade do amor.
http://amizademarcia.blogspot.pt/
Marilene diz:
O colorido das flores enche
nossos olhos e nossos corações
com beleza e harmonia.
Em nenhum espaço são elas indispensáveis.
Brotam com as sementes que o vento traz.
E subsistem nas mãos dos hábeis e
indispensáveis jardineiros do amor.
http://umcanto-recantodaalma.blogspot.pt/
Simone Prado diz:
Acho que meu amigo comigo se zangou,
 talvez tenha se cansado de me esperar em seu jardim.
Sai a outro jardim andar, não por querer mas por necessitar.
Jardim da medicina, das terapias, para de uma florzinha  pequenina cuidar,
não me sobra muito tempo nem mesmo para respirar.
Quantas vezes deixamos de olhar pra gente por ser nossa obrigação
pois grandes coisas Deus nos confiou em nossas mãos. Tempo de
rimas e prosas quase já nem tenho, mas sei que vai passa. Tudo é só
fase depois o sol voltará a brilhar. Não fique zangado comigo meu
querido jardineiro, por muito não pode demora. Quantas vezes sinto
minhas pétalas a murchar, vou perdendo até o brilho e esmorecendo.
Sei que depois outro botão se abrirá pois da roseira que sou
irraizada outra rosa haverá de nascer.
http://monsoresprado.blogspot.pt/

Oferecido por Cristi@ne

Image and video hosting by TinyPic"

Oferta de Sandra Veneziani

Image and video hosting by TinyPic"